Publicado por: fagocitandooplaneta | setembro 13, 2010

Por que 2012?

Desde quando se ouve falar que o mundo vai acabar? Desde sempre! Profecias e mais profecias… O assunto parece ter perdido seu crédito, pois geralmente essas estórias estão atreladas a assuntos religiosos que mais parecem fanatismo. Mas a novidade do momento é 2012! E eu me pergunto: fato ou ficção? Ou será um pouco dos dois? Vamos tentar esclarecer o máximo possível esta questão começando exatamente pelo fim: por que 2012?

O ano se tornou motivo de preocupação a partir de estudos feitos em cima da civilização Maia, que tem o final do ciclo do seu calendário em 21/12/2012, o que faz-nos vislumbrar um fim e traduzi-lo em catástrófico, cataclísmico. Por que dar tanto crédito? Tendo em vista que a civilização Maia entre as civilizações mesoamericanas é considerada a mais organizada, podemos citar a  exatidão do seu caléndario, tornado-os  povos com maior habilidade em realizar atividades do cotidiano, registrar o tempo, além de deterem conhecimentos matemáticos (exemplo, o conceito de zero, que só foi descoberto por europeus cerca de 700 anos depois); desenvolveram habilidades na escrita, algo único nas Américas pré-descobrimento e eram observadores criteriosos do céu, detendo a partir deste exercício, a Astronomia.

Com o cruzamento de tanto conhecimento, não poderia ser diferente, o resultado foi conseguirem precisar a duração dos ciclos lunar  e solar. Para espantar-vos mais,  eles não só previram, mas também calcularam de forma estupenda o Trânsito de Vênus (evento importantissímo a ser visto por volta de 6  junho de 2012). Eles registram que Vênus passa pela Terra a cada 583,935 dias o que é considerando totalmente aceitável pois está na  margem atualmente que é de 583,920 – 583,940 dias; enquanto o ciclo lunar para os Maias era de 29,53086 dias, hoje é de 29,54059 dias, e em se tratando do ciclo solar, eles não ficam tão atrás assim: números maias 365,2420 dias, hoje o aceito 365,2422.

A utilização desses conhecimentos tornou possível a criação de calendários complexos, interligados entre si, nascendo assim o conjunto de sistemas de contagem do tempo mais precisos da época e  com coisas plausíveis para nosso tempo também. O cerne da questão se dá quando indentificamos o significado desta data como término do ciclo do atual baktun, calendário de longa contagem para 2012. A longa contagem é um grande ciclo de 13 baktuns, aproximadamente 5.126 anos, que segundo estudiosos termina em 21 de dezembro de 2012, segundo os escritos maias estamos vivendo o quarto estágio da criação, nas primeiras três criações os deuses falharam, mas a quarta tentativa foi bem sucedida, porém esta fase terminará no começo do13° baktun.

Diante destes fatos podemos interpretar que sendo os Maias cheios de rituais e mistérios, e mais mistérios ainda devido a invasão espanhola, eles poderiam estar prevendo um alinhamento entre o centro da nossa galáxia(um buraco negro), o sol e a Terra, fato que ocorre a cada 26.000 anos apoximadamente e se a Terra sofrer um deslocamento do seu eixo por força gravitacional, estaremos sem duvida expostos a mudanças climáticas severas. É fato que os Maias não afirmaram que 2012 será o fim da humanidade. Por não haver continuidade linear, visto o tempo Maia ser redondo, ou seja, cíclico, podemos entender como o encerramento de um ciclo para aquele povo, não como o fim da humanidade. Acreditar ou não nisso é intrínseco, intrincado. Quem poderia nos esclarecer alguma coisa, provavelmente omitiria se o evento estivesse próximo, ou o caos e o próprio fim se antecipariam.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Categorias

%d blogueiros gostam disto: